Prorrogado o prazo de registro de dados da 1ª Vigência do Bolsa Família

calendario-bolsa-familia

Municípios têm até o dia 7 de julho para inserir as informações no sistema

O prazo para registro das informações do acompanhamento de saúde do Programa Bolsa Família, referente à 1ª vigência de 2017, foi prorrogado até o dia 07 de julho de 2017, devido à baixa cobertura de famílias acompanhadas.

A Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN/DAB/SAS/MS) relembra aos gestores sobre a importância de monitorar a evolução da cobertura do acompanhamento das condicionalidades de saúde nos estados e municípios e solicita apoio na intensificação dos registros.

O link para a inserção dos dados no Sistema de Gestão do PBF na Saúde (BFA) é: http://bolsafamilia.datasus.gov.br/

Os dados parciais, referentes ao dia 23 de junho de 2017, de acompanhamento e registro no Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde encontram-se no link: http://bolsafamilia.datasus.gov.br/w3c/bfa_relconsol.asp .

Para esta vigência, há 11.088.744 famílias beneficiárias com perfil saúde para acompanhar. Até o presente momento, foram acompanhadas 6.721.125 famílias, o que corresponde a 60,61% de cobertura.

Tabela. Dados parciais da 1ª vigência de 2017:

Para esta vigência, há 11.088.744 famílias beneficiárias com perfil saúde para acompanhar. Até o presente momento, foram acompanhadas 6.721.125 famílias, o que corresponde a 60,61% de cobertura.

Tabela. Dados parciais da 1ª vigência de 2017:

(Observação: Ao clicar nos estados brasileiros será apresentado um relatório das informações consolidadas do Bolsa Família de todas os municípios, contendo o percentual de cobertura com base nas famílias totalmente acompanhadas).

UF RESULTADO PARCIAL DA PRIMEIRA VIGENCIA 2017 – 23.06.2017
Famílias para Acompanhamento Famílias Acompanhadas Percentual de Acompanhamento
ACRE 75.292 45.288 60,15 %
ALAGOAS 321.100 211.408 65,84 %
AMAPÁ 58.903 25.855 43,89 %
AMAZONAS 336.167 246.473 73,32 %
BAHIA 1.397.540 901.733 64,52 %
CEARÁ 842.248 601.903 71,46 %
DISTRITO FEDERAL 69.257 23.776 34,33 %
ESPIRITO SANTO 144.348 75.672 52,42 %
GOIÁS 266.901 143.345 53,71 %
MARANHÃO 799.863 531.419 66,44 %
MATO GROSSO 139.629 80.445 57,61 %
MATO GROSSO DO SUL 110.787 43.579 39,34 %
MINAS GERAIS 866.142 610.213 70,45 %
PARÁ 772.645 491.440 63,6 %
PARAÍBA 402.640 257.133 63,86 %
PARANÁ 303.386 201.114 66,29 %
PERNAMBUCO 878.649 560.093 63,74 %
PIAUÍ 346.898 231.894 66,85 %
RIO DE JANEIRO 638.494 268.336 42,03 %
RIO GRANDE DO NORTE 276.539 163.028 58,95 %
RIO GRANDE DO SUL 301.781 148.569 49,23 %
RONDÔNIA 79.229 36.683 46,3 %
RORAIMA 40.802 19.844 48,63 %
SANTA CATARINA 99.989 60.890 60,9 %
SÃO PAULO 1.195.382 522.038 43,67 %
SERGIPE 216.903 149.420 68,89 %
TOCANTINS 107.230 69.534 64,85 %
BRASIL 11.088.744 6.721.125 60,61%

Até o momento, foram localizadas 370.243 gestantes, sendo 79,59% da estimativa de gestantes, que é de 465.160. Sendo assim, verifica-se a necessidade de intensificar a identificação de gestantes do PBF pelos serviços de saúde municipais com o objetivo de possibilitar a concessão do Benefício Variável à Gestante (BVG).

A CGAN solicita dos gestores o apoio na mobilização dos profissionais de saúde da atenção básica para registro do acompanhamento das condicionalidades de saúde das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família.

Em caso de dúvidas, favor enviar e-mail para bfasaude@saude.gov.br.

 

Autor(es): –